Queres saber as formas mais fáceis de ganhares dinheiro? Então vamos lá: rentabilizares o que sabes fazer ou venderes os produtos alheios. Vou explicar-te mais sobre isto e tenho a certeza de que vais ficar ansiosa para começar hoje mesmo. Afinal, trata-se de criares a tua liberdade usando o que já fazes.

Ganhar dinheiro é fácil, se ultrapassares o problema

Não vou dizer-te que é tudo um mar de rosas, antes pelo contrário. Na verdade, existe um obstáculo que limita a grande maior parte das pessoas que querem criar a sua liberdade financeira e emocional. Sabes que a grande maioria dos divórcios tem origem em questões financeiras? Existem discussões que começam por diferenças de rendimentos, dificuldades financeiras ou apenas o stress de gerir as contas. Estes problemas acabam por se infiltrar de forma permanente na relação.

E quantas vezes já tiveste dias complicados porque estavas preocupada com algum aspecto relacionado com trabalho ou dinheiro?

Pois é, o dinheiro não traz felicidade, mas certamente que a pobreza também não. Se queremos viver uma vida mais livre e mais feliz, convém que façamos algo por isso. (tenho a certeza de que concordas comigo até aqui… o problema surge agora, como te disse logo)

Quando criamos o nosso próprio negócio, sem investimento (ou com investimento reduzido), estamos a assumir as diferentes áreas da nossa “Empresa”. Mesmo que a tua “Empresa” sejas tu, sozinha, na mesa da cozinha com o teu computador ou agenda, na verdade, tu és um verdadeiro negócio, uma verdadeira empresa. (ainda que em fase embrionária).

O que significa seres uma Empresa?

Significa que és uma espécie de “tudo-em-um”, desde a empregada de limpeza até ao departamento de marketing e comunicação, tu tens de fazer tudo. Quando faço este apontamento, todas as minhas Clientes são unânimes: isso não as assusta! Mas quando eu continuo, o caso muda de figura:

Estás preparada para vender o teu produto ou serviço?

É que ser uma Empresa completa, implica seres também a vendedora e todos sabemos que o vendedor vai atrás do próximo negócio. Não podem existir pudores e frescuras de “sou tímida”. Tem de existir criatividade na comunicação. Se não consegues de uma maneira, há que fazer de outra. Mas tens de fazer.

Se assumires este departamento, podes ganhar o dinheiro que quiseres.

Como ganhar dinheiro mesmo sem gostar de vender?

Se venderes algo em que realmente acreditas, vais sentir-te mais à vontade para comunicar. Deixa de ser uma venda e passa a ser uma conversa sobre algo que te apaixona. Só tens de treinar o encetar a conversa e o resto acontece sozinho.

A melhor forma de o conseguires, é vendendo aquilo que sabes fazer muito bem e os produtos de uma boa marca de marketing multinível. O melhor? Nem precisas de escolher. Podes juntar os dois num projecto completo que te ajuda a responder a diferentes necessidades do teu Cliente.

O que é uma empresa de Marketing Multinível?

Bem, é uma empresa que cria os seus produtos, com todo o marketing e distribuição associados já garantidos. Mas em vez de criar um departamento de vendas responsável por colocar os seus produtos em lojas, dá a oportunidade a todos os comuns mortais. Na verdade, é uma forma de distribuir melhor os lucros.

Repara que, quando vais ao supermercado e compras um produto, apenas uma parte do pagamento vai para o produtor. Uma grande parcela vai para o próprio supermercado, sendo que deste valor, apenas uma pequena parte vai para o empregado que arruma as prateleiras, limpa o chão e te ajuda a encontrar o produto que queres. No marketing multinível, cada “empregado de supermercado” é também o “dono do supermercado”. Ou seja: em vez de pagar um valor que chega a ser superior a metade do preço de venda, a empresa prefere pagar cerca de 30% directamente ao seu vendedor.

Todos ganham neste modelo, até porque podes juntar mais pessoas à tua equipa e criar um verdadeiro “supermercado” daquela marca, onde todos recebem de acordo com o que é vendido.

Por que é que este é um dos dois negócios mais simples?

Porque não precisas de testar, fabricar, embalar, distribuir, garantir a legalidade, testar a adesão do mercado… tudo isso já foi feito. Só tens um único departamento para gerir: a comunicação. E esse departamento já terias, qualquer que fosse o teu negócio.

Claro que este modelo não é ideal para todas as pessoas mas, quem se apaixona por uma marca, pelos seus produtos e pelos seus benefícios, certamente retirará grande vantagem deste tipo de negócio. O melhor é que podes começar hoje mesmo e ganhar daqui a 15, 21 ou 30 dias, consoante a empresa. Uma coisa é certa: recebes de acordo com o que trabalhas por isso, tens todo o controlo.

E se venderes o que sabes fazer?

Bem, se juntares o melhor dos dois mundos, podes criar algo de verdadeiramente espectacular. Por exemplo: vendes cosméticos num workshop de gestão de tempo para mulheres ocupadas. Ou então vendes um pack de detergentes e receitas rápidas. As hipóteses são infinitas e o truque é pegares naquilo que já sabes e traduzires esse conhecimento de forma simples. Quanto mais simples for, mais pessoas interessadas terás.

Ninguém quer tirar uma licenciatura em gestão de tempo ou decoração de festas de aniversário. Só querem garantir que percebem um pouco mais sobre aquele assunto e que se sentem confiantes para fazer aquilo a que se propõem. Assim sendo, todos nós temos algo para ensinar e para aprender.

Concluindo:

Os dois melhores negócios são aqueles em que vendes o produto alheio, recebes comissão e, se gostares, ainda podes contratar mais vendedores sem investires nenhum dinheiro nos seus ordenados e, claro, venderes aquilo que sabes fazer. Nos dois estás a rentabilizar o que já é teu ou não te custa investimento em stock. Agora tens todos os motivos para Criares o Negócio Certo para Ti (e daqui o nome do programa CONCEPT).



Would you like to…?

Use the Divi Builder…

to design your pop-up!

Donec rutrum congue leo eget malesuada. Curabitur non nulla sit amet nisl tempus convallis quis ac lectus. Cras ultricies ligula sed magna dictum porta. Curabitur aliquet quam id dui posuere blandit. Proin eget tortor risus.